O que é Telessaúde?


TELE, do grego, significa “ao longe, distância” + SAÚDE, do latim, salute.


Etimologicamente, a palavra telessaúde deve ser interpretada como um esforço para a promoção da saúde transpondo a barreira da distância, mas como fazer tal transposição num país de dimensões continentais como o Brasil? O desafio é grande, mas a resposta é simples: Através da tecnologia, ou mais precisamente, ferramentas e serviços de informação relacionados às telecomunicações.


Durante muito tempo o telefone foi a forma mais popular de comunicação à distância sendo, ainda hoje, eficiente em muitos casos. No entanto, com o avanço da tecnologia, diversas novas ferramentas vêm surgindo, dia após dia, trazendo novas e interessantes possibilidades. Dispomos hoje de diversos recursos como redes de vídeo, chat e teleconferências cujo propósito maior é eliminar as barreiras geográficas. Tamanho é o potencial das novas tecnologias que seria um total desperdício não aproveitá-lo ao máximo na difusão de diversos tipos de conhecimento.


No Brasil, existem, atualmente dois projetos de telessaúde a nível Nacional apoiados pelo Governo Federal, a saber: (1) Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes, que conecta os municípios em áreas remotas aos grandes núcleos de referência na área de saúde e (2) Rede Universitária de Telemedicina, que conecta tais núcleos de referência entre si e com outros centros de excelência internacional.


O Telessaúde UERJ tem abrangência Nacional e relações internacionais com todos os continentes.